Juceg assina acordo com Sebrae Goiás para capacitar empresários

Em parceria inédita no país, o Governo de Goiás, por meio da Junta Comercial do Estado (Juceg), e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), assinaram no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, um convênio para capacitar os empresários goianos. A proposta foi apresentada ao público e contou com a presença do vice-governador de Goiás, Lincoln Tejota, além de autoridades políticas e de dirigentes do Sebrae.

O acordo

O convênio do Governo de Goiás com o Sebrae tem como objetivo capacitar os micro e pequenos empresários, que representam 95% das empresas cadastradas no Estado e são responsáveis por mais de um quarto do Produto Interno Bruto (PIB). As micro e pequenas empresas goianas representam ainda mais de 53% do capital gerado pelo comércio regional. 

De acordo com o plano de trabalho, o Sebrae irá formatar conteúdo para dois públicos da Juceg: as empresas que acabaram de nascer e as que possuem, no mínimo, um ano de existência. A expectativa é que cada nicho receba conteúdo específico elaborado pelo Sebrae.  A proposta é beneficiar os

Durante o discurso na apresentação do acordo, o vice-governador de Goiás, Lincoln Tejota, ressaltou que há uma sincronia de desejo entre todos os órgãos para alargar ainda mais a capacidade empreendedora de Goiás. “O governador Ronaldo Caiado estabeleceu que toda a ação será focada e voltada em capacidade de entrega para o cidadão. Temos que pensar no que o governante pode fazer para o seu povo e, do mesmo modo, a gente precisa ajudar o empreendedorismo”, disse.

O vice-governador afirma que o Estado de Goiás que é preciso enfrentar as dificuldades do empreendedorismo com parceiros ideais, como o Sebrae, e aponta que a capacitação é um dos caminhos. “É a obrigação de todos nós, trocarmos ideias de ações. O goiano é empreendedor ousado, onde vai, acha espaço. O momento pede e clama por parcerias inteligentes. Nunca nesse país foi tão necessária uma gestão inteligente e o Estado de Goiás precisa de inteligência e ela vem de bons parceiros, como o Sebrae”. 

 

O presidente da Juceg, Euclides Bardo Siqueira, explicou como o convênio irá funcionar. “A partir de agora, quando a empresa nascer, será encaminhada às boas vindas do Sebrae. Ofereceremos cursos em EAD [modalidade à distância] e serviços à sua disposição. Iremos levar o conhecimento empresarial de forma prática e acessível, transformando sonhos em realidade. Para as que já estão estabelecidas, serão contempladas e informadas sobre os serviços e cursos a elas disponíveis, como o Raio X Sebrae, que fornece um diagnóstico preciso em relação a diversas áreas da empresa em apenas alguns minutos”.

O diretor-superintendente do Sebrae Goiás, Derly Fialho, disse que é preciso estabelecer parcerias para cuidar de quem tem atitude empreendedora, priorizar aqueles que transformam bens e serviços. “Essa parceria com o Estado premia o empreendedor. Podemos ajudá-los a dar os primeiros passos e a estar ao lado deles quando eles mais precisam. Quem vai transformar o Brasil são os homens e mulheres com atitudes empreendedoras. Eles transformam paper em PIB. Com esse sistema ‘governo, Sebrae e Juceg’ será mais fácil trilhar nessa empreitada”, destacou. 

 

Assessoria Sebrae Goiás